Carreira

Projeção da voz: encontre o volume e a entonação ideal para oratória

Escrito por Cristiane Romano

Qual a importância da oratória para sua carreira? Por que a correta projeção da voz influencia diretamente o discurso? Considerando que é a arte de se comunicar de maneira objetiva e clara, atraindo a atenção dos ouvintes, a oratória apresenta toda relevância em qualquer tipo de profissão ou atividade! Seja em um auditório para muitas pessoas ou uma sala de reuniões, sua forma de se expressar precisa ser eficiente.

Muitos profissionais perdem oportunidades por não se preocuparem com esse aspecto ou, simplesmente, por ficarem nervosos demais e cometerem gafes e deslizes perante o público.

Lembre-se: convicções, ideias e planos devem ser transmitidos de forma muito clara e transparente e, para isso, dominar o conteúdo é primordial. E a oratória faz toda a diferença no enfrentamento desse desafio.

No caminho percorrido pela oratória — que vai desde a projeção da voz, passando pelo volume correto até chegar à entonação ideal —, aspectos como timidez e medo de falar em público precisam ser tratados. Acompanhe o post, entenda melhor esse processo e aproveite nossas dicas.

Adéque o volume à plateia

Adequar o volume de sua voz ao seu público é fator essencial para obter a atenção necessária. Na prática, o volume da voz também traz algumas mensagens implícitas e deve ser ajustado de acordo com a quantidade de ouvintes.

Falar muito rapidamente, em tom de voz baixo, quase inaudível, dará ao seu público a impressão de que lhe falta segurança e conhecimento do assunto. Por outro lado, falar alto demais, além de incomodar a audiência, desviará a atenção do assunto e o fará “perder” a plateia rapidamente.

Assim, usar o volume correto da voz, além de demonstrar tranquilidade e segurança, facilitará a compreensão da mensagem por parte do público. Isso porque você transmitirá uma imagem profissional, mantendo a atenção da audiência naquilo que realmente interessa.

Treine a projeção da voz

Para entender a importância da projeção da voz, pense em algo que é lançado para a frente. É o que fazemos com o som, ao falar e cantar. Porém, alguns se saem melhor que outros porque o fazem utilizando as técnicas corretas para isso.

Exercitando o diafragma, importante músculo abdominal, te dará o apoio necessário para uma voz mais firme. E mantendo a respiração nasal ritmada e com pequenas pausas proporcionará o relaxamento necessário para uma boa colocação da voz.

Se perceber que precisa de auxílio e orientação, procure um profissional com experiência em ajudar executivos. Os ganhos em sua apresentação e autoestima impulsionarão sua vida profissional e pessoal.

Mantenha a postura

Além da questão da linguagem corporal, que age no inconsciente do seu público enquanto você fala, erros de postura podem prejudicar diretamente a qualidade da sua oratória.

Você sabia que sua postura ao falar influencia diretamente a forma como a sua voz é projetada? Ficar “encolhido”, quase tentando se esconder do público, faz com que os músculos do diafragma não tenham espaço para se movimentar. E eles são responsáveis por permitir que a sua voz flua livremente.

Independentemente de estar em pé ou sentado, mantenha a coluna ereta, respire profunda e completamente, inspire pelo nariz e profira as palavras enquanto solta o ar pela boca.

Pratique entonação

Quando falamos, as diferentes modulações da voz e as ênfases em determinadas expressões são tão constantes quanto imperceptíveis.

Encontrar a entonação certa para se comunicar em público faz toda a diferença. Uma inflexão média, sem se estender muito nos tons agudos ou se concentrar demais nos graves, deixará seu público à vontade para receber a mensagem. Só não se esqueça de alternar o tom para dar ênfase em determinados assuntos.

Tenha em mente também que uma pergunta, por exemplo, começa com um tom mais baixo e vai crescendo, como forma de estimular o público a respondê-la. Ao pronunciarmos uma afirmação, acontece praticamente o contrário. Isso quer dizer que manter sempre a mesma entonação e expressão deixará o seu discurso monótono e, consequentemente, a atenção do público tende a se dispersar.

Quando você conversa, no dia a dia, você não “brinca” com diversas entonações? Então, lembre-se de que o discurso é uma conversa entre você e seu público e que, portanto, essas modulações também devem variar. Quanto mais expressivo você for, mais atrairá a atenção e a empatia da sua plateia.

Treine sempre sua pronúncia

A pronúncia também é fundamental. Boa dicção, excelente pronúncia das consoantes e uma fala pausada complementarão sua postura profissional e facilitarão o entendimento do conteúdo exposto.

Você poderá melhorar sua dicção com exercícios relativamente fáceis, como ler em voz alta, gravar e depois ouvir a sua performance. Existem ainda exercícios que visam fortalecer a musculatura dos lábios e da língua, permitindo que você tenha maior domínio sobre eles, movendo-os da maneira correta para projetar a voz.

Outra dica é evitar frases muito longas e fazer uma pausa ao final de cada uma delas.

Fale com segurança

Lembra-se daquela velha história de que se você não acreditar em si mesmo, ninguém mais vai fazê-lo? Pois bem, ela é verdadeira e muito válida quando o assunto é oratória. Quem fala com segurança torna o discurso mais persuasivo.

É normal que, principalmente nas primeiras vezes que nos vemos diante de um microfone, sejamos tomados pelo nervosismo e a timidez. Quanto maior o medo de errar, mais ele nos deixa vulneráveis ao erro. É por isso que o primeiro passo é se preparar, informando-se bem sobre o assunto.

Isso te dá tranquilidade com relação a possíveis perguntas do público. Na hora de falar, demonstre estar seguro do que está dizendo. Acredite em você, na sua capacidade de oratória e no conteúdo do seu discurso.

Pratique até atingir o seu melhor

Perfeição só se alcança com a prática. Sozinho ou com ajuda profissional, praticar o levará a um estágio de comunicação jamais experimentado.

Com treino constante, a mudança de postura fará com que a colocação da voz, a entonação e a pronúncia corretas se tornem naturais e façam parte de sua rotina..

Grave suas leituras e suas apresentações. Ouça-as e reveja-as várias vezes, corrigindo as imperfeições que perceber. O objetivo desse exercício não é que você se torne autocrítico demais ou fique se martirizando; a real intenção é tentar corrigir os erros para que a próxima apresentação seja melhor.

É dessa forma que você vai aprimorando a sua oratória. O medo e a timidez começarão a desaparecer à medida que você vai desenvolvendo as técnicas e, com o tempo, até os erros mais sutis serão percebidos e substituídos por outras atitudes. Consequentemente, o público demonstrará cada vez mais interesse pelo seu discurso, fazendo com que você se torne ainda melhor.

Explore todo o potencial da oratória

Impulsionar sua carreira depende de uma oratória livre, alterando o sentido da fala para se sair bem falando em público e em qualquer apresentação. Transmitindo uma imagem mais profissional e agradável, seus horizontes não terão limites.

Como se vê, determinação é tudo o que precisa para se comunicar melhor e ajuda profissional não falta. Você só precisa estar disposto a receber essa ajuda como parte do aprimoramento necessário para galgar os degraus em busca do seu objetivo.

O que achou de nosso post sobre projeção da voz? Então, deixe aqui o seu comentário!

Sobre o autor

Cristiane Romano

Fonoaudióloga de formação, sempre foi apaixonada por Oratória e durante sua carreira percebeu o quando as pessoas deixam de ganhar e crescer profissionalmente por não possuírem domínio da oratória. Nos últimos 15 anos tem estudado e aplicado suas técnicas para milhares de pessoas, técnicas essas desenvolvidas e validadas em seu Mestrado e Doutorado pela Universidade de São Paulo (USP). Possui também formação internacional pela Universidade de Ohio nos Estados Unidos.

Deixar comentário.

Share This