Oratória

Como se preparar para um discurso

Como se preparar para um discurso
Escrito por Cristiane Romano

Se você regularmente precisa se preparar para um discurso sobre algum tema ou se está prestes a falar em público pela primeira vez, há uma lei universal: um discurso bem-sucedido é precedido de planejamento e prática.

A boa notícia é que, com uma boa preparação, você será capaz de driblar a ansiedade e o nervosismo para informar, entreter e inspirar sua plateia.

Para ajudá-lo, trouxemos 5 dicas para você ter muito sucesso em sua apresentação. Acompanhe!

1. Conheça seu público ao se preparar para um discurso

Antes de começar a elaborar seu texto ou material de discurso, considere para quem a mensagem é destinada. Acredite: seu discurso deve ser direcionado para o perfil de quem vai escutar, a fim de garantir o seu sucesso.

Tente descobrir o máximo de informações possível sobre seus ouvintes. Isso vai ser um guia para determinar a linguagem a ser usada, o nível da informação, o padrão de organização, facilitando para você deixar todos engajados e atentos ao que vai transmitir.

2. Ganhe a atenção no início

Uma das melhores formas de garantir a atenção do público para todo o discurso é conquistá-lo no início. Quando as pessoas se identificam imediatamente com o que será dito, a tendência é manter o foco durante todo o evento.

Portanto, comece apresentando uma estatística surpreendente, um possível problema dos ouvintes a ser solucionado durante o discurso, conte uma piada ou, ainda, leve uma citação. Isso chamará a atenção da plateia e a mensagem enviada será melhor captada.

3. Organize seu material da maneira mais eficaz

Muitas vezes, ao dar um discurso é fácil se perder em meio aos diversos tópicos que serão abordados. Para evitar que isso aconteça, ter um material de apoio e organizá-lo de maneira eficaz é imprescindível.

Crie um plano de fundo para a tarefa: anote o tema, os objetivos gerais e específicos, os tópicos principais e, por fim, a conclusão. Desse modo, você terá um fluxo coerente, com menor chance de se perder nas ideias e maior probabilidade de se fazer entendido pela audiência.

4. Mostre sua personalidade

Quando o assunto é se preparar para um discurso, muitos ficam extremamente nervosos e adotam uma postura rígida e ensaiada para transmitir a mensagem desejada. O problema é que por mais que você não cometa muitas falhas, tudo pode ser um tanto quanto sem graça.

A ideia aqui é ser você mesmo e não apenas uma cabeça falante. Mostrando sua personalidade, você passa uma maior credibilidade e ganha a confiança do seu público naquilo que você tem a dizer.

5. Não leia

Não existe nada pior do que um discurso em que o orador apelas lê e lê. Por mais interessante que seja o tema, tudo passa a ser monótono e entediante, dispersando a atenção de todos.

Sendo assim, leia apenas se for extremamente necessário. O ideal é sempre estudar bem o conteúdo a ser abordado e estabelecer apenas um roteiro para não esquecer o que deve ser falado. Ao manter contato visual com os espectadores, você atrai o foco para si e sua mensagem.

Uma boa comunicação nem sempre é perfeita, e ninguém espera que você seja 100% exato. No entanto, dedicar um tempo para se preparar vai ajudá-lo a entregar uma mensagem bem melhor. Você pode até não ser capaz de conter o nervosismo, mas pode aprender a minimizá-lo.

Esperamos que esse texto sobre como se preparar para um discurso seja útil para você e ajude nessa tarefa. Lembre-se: contar com apoio profissional é sempre uma ótima saída e, por isso, convidamos você a entrar em contato com nossa empresa. Temos a certeza de que podemos ajudar para o sucesso de sua apresentação!

Sobre o autor

Cristiane Romano

Fonoaudióloga de formação, sempre foi apaixonada por Oratória e durante sua carreira percebeu o quando as pessoas deixam de ganhar e crescer profissionalmente por não possuírem domínio da oratória. Nos últimos 15 anos tem estudado e aplicado suas técnicas para milhares de pessoas, técnicas essas desenvolvidas e validadas em seu Mestrado e Doutorado pela Universidade de São Paulo (USP). Possui também formação internacional pela Universidade de Ohio nos Estados Unidos.

Deixar comentário.

Share This