Carreira

Como saber se um curso de oratória realmente funciona?

Escrito por Cristiane Romano

Ter uma boa oratória é uma qualidade extremamente útil não apenas na vida social, mas também no ambiente profissional e acadêmico. Muitos desenvolvem essa característica ao longo da vida, mas há quem precise de auxílio para perder a timidez e ganhar maior desenvoltura em apresentações ou reuniões.

Com tantas opções de cursos de oratória, é comum o aluno interessado ter dúvidas quanto à eficácia desse tipo de ensino. Vamos dar algumas dicas de critérios a serem observados para fazer a escolha do curso ideal.

Avalie a metodologia

O professor deve aplicar um método que esteja de acordo com as necessidades do aluno, permitindo que ele se sinta mais seguro e confiante. Há profissionais de teatro que oferecem treinamento, mas estes são focados na desinibição e representação.

Para quem busca melhorar a oratória com foco na carreira, essa abordagem artística não é adequada, e sim, pode ser um curso complementar. Além deles, locutores de rádio ou líderes executivos costumam atuar como professores, mas nem sempre possuem o dom de ensinar. Afinal, falar bem não é o único requisito para atuar em um curso.

Saiba se o curso de oratória trabalha aspectos além da voz

A grade curricular pode variar conforme as características dos alunos, mas geralmente os cursos trabalham vários aspectos além da voz. A postura corporal é um dos fatores, assim como gestos e movimentação durante o discurso. O corpo auxilia na dinâmica da apresentação, que envolve tanto a fala como o visual.

Para evitar os momentos de “branco” na comunicação, além de combater a timidez e outros elementos psicológicos, o professor pode introduzir técnicas que vão trabalhar o lado cerebral que atua na criatividade, além de aspectos relacionados à sua fórmula do sucesso. O nervosismo costuma ser um dos maiores vilões para quem tem dificuldade de falar em público.

Quem pretende ter um discurso cativante deve desenvolver, ainda, os recursos verbais (relacionados ao conteúdo do discurso), recursos vocais (voz,dicção, entonação da fala, articulação) e recursos não verbais (como gestos, olhar e expressão facial). O orador precisa prender a atenção dos ouvintes, para isso seu discurso deve ser agradável e audível.

Procure um curso adequado ao seu nível de dificuldade

Alunos com dificuldades mais graves, como língua presa, gagueira e outros distúrbios da fala podem consultar um Fonoaudiólogo para ajudar a desenvolver os distúrbios da comunicação humana.

A função do curso de oratória é aumentar a autoconfiança e disponibilizar mecanismos para tornar o discurso fluido, sendo ideal para aqueles com nervosismo, receio e medo de falhar perante um público maior, e também para pessoas que desejam aperfeiçoar suas habilidades comunicativas.

Procure por bons profissionais

Um bom professor ou head trainer (treinador) de comunicação deve ter conhecimentos sobre as dificuldades de falar em público, formas de superar a insegurança e principalmente didática. Após reconhecer os obstáculos particulares de cada aluno, ele é capaz de oferecer uma abordagem personalizada e eficaz. A formação deste profissional deve abranger de forma técnica e comportamental, para o desenvolvimento da oratória é necessário estes dois pontos.  Confira o vídeo que a Dra. Cristiane Romano fala sobre o diferencial do curso Coaching Communcation®.

Também é importante avaliar a formação e renome do profissional, sua experiência na área e diferenciais. Tenha uma conversa com o consultor, exponha suas necessidades e procure saber mais a respeito do curso. A quantidade de alunos por turma deve ser avaliada, assim como a carga horária. Quanto menor o número de participantes, mais atenção e exposição o aluno terá durante as aulas. Isso significa mais interação e aproveitamento do tempo de aprendizado. 

Especializada em treinamentos de comunicação e oratória, a Dra. Cristiane Romano atua também como coaching, auxiliando seus clientes a desenvolverem suas habilidades comunicativas. Para saber mais sobre o trabalho da fonoaudióloga e sua metodologia exclusiva, entre em contato pelo site.

Sobre o autor

Cristiane Romano

Fonoaudióloga de formação, sempre foi apaixonada por Oratória e durante sua carreira percebeu o quando as pessoas deixam de ganhar e crescer profissionalmente por não possuírem domínio da oratória. Nos últimos 15 anos tem estudado e aplicado suas técnicas para milhares de pessoas, técnicas essas desenvolvidas e validadas em seu Mestrado e Doutorado pela Universidade de São Paulo (USP). Possui também formação internacional pela Universidade de Ohio nos Estados Unidos.

Deixar comentário.

Share This