Oratória

6 problemas de comunicação causados pela ansiedade social

Escrito por Cristiane Romano

A timidez é a companheira de vida de muita gente, mas você já parou para avaliar se a sua está dentro dos limites da normalidade? Você, por exemplo, já evitou diversas situações por medo de se expor e ser julgado ou avaliado? Tome cuidado, pois o que muitos entendem por timidez pode ser, na verdade, ansiedade social.

Enquanto a timidez é um traço de personalidade, a ansiedade ou fobia social pode causar limitações na vida pessoal e profissional. Isso acontece porque quem vive com ela, tem a tendência de evitar determinadas situações, como cumprimentar as pessoas, comer ou beber em público e até mesmo manter contato visual com pessoas que não sejam próximas.

Portanto, é importante entender melhor como funciona a ansiedade social para, dessa maneira, compreender como ela afeta, por exemplo, a comunicação. Pensando nisso, no post de hoje, mostramos as diversas formas com que a ansiedade social pode entrar no caminho de nossa habilidade e necessidade de nos comunicarmos. Vamos lá?

O que é a ansiedade social?

A ansiedade social se caracteriza pelo medo ou nervosismo desproporcionais a respeito de interações sociais cotidianas onde a pessoa está suscetível à avaliação de outras pessoas. O sofrimento é intenso e, por isso, o portador acaba ativamente evitando as interações sociais e, consequentemente, pode até chegar ao isolamento completo.

Diferente da timidez, o sofrimento trazido pela ansiedade social afeta suas escolhas afetivas e profissionais, influenciando negativamente a vida do indivíduo. Uma das formas de ansiedade é a generalizada, em que qualquer interação social causa grande desconforto.

A ansiedade social específica, por sua vez, se manifesta apenas em determinadas situações, como comer em público, falar em público ou estar ao redor de muitos desconhecidos.

Quais são os problemas de comunicação causados pela ansiedade social?

1. Inibição ao falar em público

O medo de ser avaliado e julgado não permite que o indivíduo consiga se expressar diante de outras pessoas. Dessa maneira, falar em um seminário ou ministrar uma palestra, por exemplo, são tarefas que se tornam quase impossíveis.

2. Interações de interesse sexual

Se você tem ansiedade social, provavelmente acha muito difícil manter uma conversa com alguém do gênero pelo qual você se sente atraído, por medo de ser desagradável e agir de maneira pouco carismática.

Isso se transforma em um intenso sofrimento e, consequentemente, faz com que o portador de ansiedade social evite a intimidade e encontre dificuldades para construir um relacionamento amoroso.

3. Inibição de qualidades

Falar de suas próprias qualidades é uma possibilidade que não existe no mundo de quem tem ansiedade social. A possível rejeição de quem está a sua volta já é o suficiente para fazer com que a pessoa comece a duvidar de si mesma.

4. Ausência de contato visual

Parte importante de uma comunicação eficiente é olhar nos olhos da outra pessoa. Entretanto, para quem tem ansiedade social, isso é muito difícil de acontecer quando não se trata de um amigo ou parente muito próximo.

5. Dificuldade em lidar com figuras de autoridade

Unindo alguns dos problemas citados anteriormente (inibição, falta de confiança em si mesmo, dificuldade de manter contato visual), os ansiosos desenvolvem a dificuldade de lidar com figuras de autoridade e superiores, pois automaticamente imaginam que serão avaliados negativamente.

6. Medo de falar ao telefone

Atender ao telefone pode ser torturante, e o nervosismo faz com que não haja clareza suficiente na fala. O medo de falar algo que não se deve e a ansiedade de não saber como dar continuidade à conversa, especialmente sem o auxílio da linguagem corporal, fazem com que essas ocasiões sejam evitadas.

Como pudemos observar, as situações mais cotidianas podem se tornar problemáticas para quem sofre com a ansiedade social. Dessa forma, procurar ajuda é o melhor caminho para a superação desse problema. E você, passa por situações parecidas? Conhece alguém que lida com a ansiedade social? Tem outras dúvidas sobre o assunto? Deixe seu comentário e entre para a conversa!

Sobre o autor

Cristiane Romano

Fonoaudióloga de formação, sempre foi apaixonada por Oratória e durante sua carreira percebeu o quando as pessoas deixam de ganhar e crescer profissionalmente por não possuírem domínio da oratória. Nos últimos 15 anos tem estudado e aplicado suas técnicas para milhares de pessoas, técnicas essas desenvolvidas e validadas em seu Mestrado e Doutorado pela Universidade de São Paulo (USP). Possui também formação internacional pela Universidade de Ohio nos Estados Unidos.

2 comentários

  • Ola sou Celso barbosa, angolano e li o seu artigo que me deixou bastante impressionado fiquei impressionado, porque parecia que sempre estiveste ao meu ao lado de forma invisivel acompanhado o meu estilo de vida…pois sou exatamente a figura retratada no seu artigo.

    Primeiro gostaria de saber se essa doenca chamada fobia social tem cura., porque me tornei uma pessoa isolada da sociedade e como consequencia perco muitas oportunidades socias.
    Preciso muito a sua ajuda.

    • Olá Celso tudo bem? Que bom que você gostou do artigo. Sim, este problema tem cura! Tenho vários clientes que fizeram trabalhos comigo. Entre em contato com minha secretaria +55 37 3351-2113 para agendarmos um horário. Ou se preferir, pelo email cristianeromano@cristianeromano.com.br. Abraços!

Deixar comentário.

Share This