Linguagem corporal

Linguagem corporal: conheça alguns dos segredos para falar bem

Escrito por Cristiane Romano

Você entra em pânico só de pensar em falar em público? A ideia de dar palestras, apresentar projetos ou mesmo participar de encontros com colegas faz você ter pesadelos?

Esse problema afeta muitos profissionais altamente capacitados e traz enormes prejuízos à carreira.

Saber falar bem é um diferencial em qualquer profissão e uma das habilidades essenciais de todo líder de sucesso. Se você quer ser um deles, venha conosco!

Neste post, mostramos como você pode aumentar a autoconfiança e a desenvoltura ao falar em público tirando proveito da linguagem corporal.

A importância da linguagem corporal na autoconfiança

Além de transmitir mensagens e impressões aos outros, elementos não verbais de nossa linguagem afetam a maneira como nos sentimos.

Quando estamos confiantes, fazemos, naturalmente, posturas e gestos expansivos, não é verdade? A novidade é que podemos desenvolver a autoconfiança fazendo propositalmente posturas de poder, que geram até alterações nos níveis hormonais de nosso corpo! Surpreso?

Essa foi uma das constatações de uma pesquisa feita por psicólogos das universidades de Harvard e Columbia. Ao comentar sobre o estudo, uma das pesquisadoras, Amy Cuddy, afirmou que “nossos corpos mudam nossas mentes e nossas mentes podem mudar nosso comportamento. E nosso comportamento pode mudar nosso destino”.

Incrível, não? Que tal, então, fazer da linguagem corporal a sua maior aliada?

Usando a linguagem corporal: dicas para falar bem 

Para perder o nervosismo ao falar em público e ter eloquência, o ideal é buscar orientação especializada.

Duas boas pedidas são os cursos de oratória e os serviços de Coaching Communication® (ou Coaching de Comunicação®).

Se você ainda não fez esses investimentos em si mesmo, veja as dicas a seguir. Elas vão ajudá-lo a usar a linguagem corporal em seu benefício ao falar em público.

Mantenha a postura ereta

Fique reto, mas relaxado, com os ombros alinhados e a cabeça levemente erguida. Assim, você mostrará que está seguro e confortável na situação.

Apoie os pés no chão

Quando estiver parado, deixe os pés inteiramente apoiados no chão e ligeiramente afastados um do outro. Essa postura favorece o equilíbrio físico e emocional.

Encare a audiência

Coloque-se de frente para o público. Esse posicionamento mostra que você está motivado a falar e tem algo importante a dizer. Aproveite para fazer contato visual: isso é importante para demonstrar interesse na plateia e empenho em transmitir o conteúdo.

Posicione-se de modo natural

Quando não estiver gesticulando, assegure uma postura tranquila, deixando os braços levemente relaxados na região entre a cintura e o peito.

Antes de colocar tudo isso em prática, leia o tópico a seguir para saber também o que não fazer diante de uma audiência.

Os erros que você deve evitar em uma apresentação

Para se comunicar com eficácia, é importante evitar posturas e gestos que demonstrem desconforto de sua parte ou que chamem mais atenção do que aquilo que você fala.

Confira, a seguir, os erros que jamais devem ser cometidos em apresentações:

Agitar demais as mãos ou fazer gestos repetitivos

Isso cansa e confunde a plateia. Os gestos devem ser naturais e harmonizados com a fala.

Cruzar os braços no peito ou apoiar as mãos na virilha

Essas são posturas defensivas, ou seja, de quem se sente ameaçado e está fechado ao contato.

Colocar os dois braços para trás do corpo

Além de ficar artificial, esse gesto remete a situações de submissão ou de excessiva formalidade.

Apoiar as mãos na cintura

Essa postura é boa como exercício preparatório para falar em público, já que aumenta a autoconfiança, mas deve ser evitada durante uma apresentação, pois transmite arrogância.

Colocar as mãos nos bolsos

Em palestras, esse gesto pode mostrar certa pretensão, ou, então, evidenciar nervosismo.

Balançar o corpo

Movimentar-se para frente e para trás ou de um lado para o outro indica sinal de impotência ou desânimo.

Caminhar muito rápido

Andar ligeiro e constantemente pelo palco enerva a plateia e dá a ela a impressão de que você quer logo sair do local.

Agora que você já conhece a importância da linguagem corporal para ter autoconfiança e falar bem em público e tem boas dicas a seu favor, aproveite para dar mais um passo rumo a conquistas profissionais.

Conheça 5 táticas incríveis para melhorar a dicção!

Sobre o autor

Cristiane Romano

Fonoaudióloga de formação, sempre foi apaixonada por Oratória e durante sua carreira percebeu o quando as pessoas deixam de ganhar e crescer profissionalmente por não possuírem domínio da oratória. Nos últimos 15 anos tem estudado e aplicado suas técnicas para milhares de pessoas, técnicas essas desenvolvidas e validadas em seu Mestrado e Doutorado pela Universidade de São Paulo (USP). Possui também formação internacional pela Universidade de Ohio nos Estados Unidos.

Deixar comentário.

Share This